Ninguém nunca o adotou por causa dA sua condição, então ele decidiu fazer do abrigo a sua casa e apoiar todos os filhotes que chegassem.

Pense nisso antes de dizer que um gato preto dá azar.

Eles geralmente dizem-nos que entre cães e gatos é impossível ter um bom relacionamento. Isso parece mais uma lenda antiga do que algo ligado à realidade, porque a verdade é que há cada vez mais casos de gatos e cães que eu vejo com um relacionamento muito bom.

Por exemplo, temos Lúcifer, que apesar de não ter o nome mais amoroso da vida, tem um coração imenso. Este gato sofreu um acidente na coluna quando era jovem, o que o deixou paralisado nas duas de suas patas, impedindo bastante a sua mobilidade.

Felizmente, uma clínica na Rússia chamada Perm, ajudou-o. Agora ela é uma pequena criatura do abrigo, também em grande parte porque ninguém quis adotá-lo. Lúcifer depois disto tudo recuperou a mobilidade de alguns de seus membros, rasteja como pode pela clínica e anda por aí a conhecer os outros pacientes.

À sua maneira, ele conseguiu fazer deste lugar a sua casa estabelecendo um hobby: ele aconchega os animais que chegam, com a intenção de recebê-los e mantê-los aquecidos.

Ele não só prestou assistência dessa maneira, mas também serviu como doador de sangue para felinos que chegam a precisar de transfusões. Luc, como é apelidado no abrigo, sabe que é complexo enfrentar tempos difíceis e faz com que seus novos colegas de turma fiquem mais confortáveis.

Pense muito bem antes de julgar um animal. Este é um gato preto chamado Lúcifer e não dá “azar”, ele é um anjo caído do céu que ajuda os seus companheiros.

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS