Sem turistas nas costas de Odisha, na Índia, e sem caçadores furtivos que costumam caçá-las nesse período, as tartarugas marinhas da espécie Olive Ridley retornaram em centenas para nidificar nos dias de hoje nas praias de Gahirmatha e Rushikulya Rookery.

Olive Ridley é uma espécie de tartaruga marinha ameaçada de extinção, classificada pela IUCN como “vulnerável” , ameaçada principalmente por plásticos e resíduos, bem como pelo comércio ilegal de ovos. As costas de Odisha representam o maior local de nidificação em massa para essa espécie: de acordo com a Organização para a Vida Selvagem de Odisha (OWO), quase 50% da população mundial dessas tartarugas raras chega a essas duas praias indianas para pôr seus ovos. E isso os tornou um destino para centenas de turistas e caçadores furtivos.

O bloqueio também adotado pela Índia permitiu, como não acontece há algum tempo, que as criaturas se reproduzam nas melhores condições. Embora a presença deles fosse esperada, milhares de espécimes se espalharam pela praia Rushikulya em menos de uma semana.

Em 22 de março, por volta das 2 horas da manhã, cerca de duas mil fêmeas deixaram o mar se aproximando da costa, como disse Amlan Nayak, que cuida de sua proteção. Esses animais retornam à mesma praia em que nasceram, a fim de depositar seus ovos.

Desde então, mais de 72.000 Olive Ridleys chegaram ao litoral para cavar ninhos e pôr ovos. Cada ninho hospeda cerca de 100, enquanto o período de incubação é de aproximadamente 45 dias. Isso significa que em menos de dois meses a costa será literalmente invadida por tartarugas.

 

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS