Em muitos casos, as crianças conseguem reagir de uma maneira apropriada a perante uma situação adversa. Conhecemos até histórias nas quais as crianças se tornam heróis salvando a vida de alguém em perigo.

Assim como Lenny George, um menino de apenas de três anos, quando viu seu pai inconsciente. Mark Jones, pai do menor, sofre de diabetes tipo 1, há um mês ele sofreu um coma diabético que foi o pior da vida, os níveis de glicemia no sangue caíram terrivelmente e ele perdeu a consciência enquanto via televisão com seu filho.

Quando o menino viu que o seu pai estava inconsciente, ele imediatamente colocou um iogurte com cereais na sua boca usando uma faca de plástico de brincar para ajudá-lo.

Para chegar até ao iogurte, ele procurou uma cadeira para ir até à geladeira e chegar ao compartimento onde estava a comida, sabia que o pai reagiria depois de provar algo doce.

Finalmente, Mark reagiu pouco a pouco desde que começou a engolir o iogurte que o seu filho lhe dava. Foi assim que ele recuperou a consciência para tomar as pílulas que regulam o nível de glicose.

A notícia espalhou-se nas redes e causou um tumulto, tanto que a mãe da criança ofereceu-se para prestar declarações a um meio de comunicação local. Sra. Jones com 31 anos, disse que estava muito orgulhosa do seu filho e que, se não fosse por ele, o seu marido poderia ter morrido.

“Ele salvou vida do pai. Mark sofre de diabetes tipo 1 e tem de tomar insulina quatro vezes ao dia. Era domingo à noite, eu tinha que ir para a casa da minha mãe, que fica a dois minutos de carro, e eles ficaram a ver televisão juntos. “

Ela disse que quando voltou para casa encontrou uma cena aterrorizante: “Eu estive fora de casa por cerca trinta minutos. Quando voltei, encontrei-os deitados no sofá e o Mark não parecia muito bem, então eu perguntei o que estava acontecer e o meu filho respondeu que tinha acabado de salvar o pai. O Mark confirmou que era verdade”. 

Ela disse que o mais impressionante de tudo é que ninguém tinha dito à criança nada sobre os detalhes da doença do seu pai, nem sequer conversaram sobre protocolos de emergência caso sofresse de coma diabético porque acreditavam que ele era jovem demais para agir.

“Lenny deve ter percebido que, quando o pai se sente mal, geralmente lhe dou algo da geladeira. Se não tivermos barras de cereais, eu lhe dou um iogurte “, disse a sra. Jones.

As crianças são muito atentas, nunca subestimam a sua inteligência e capacidade de resolver problemas. Lenny permaneceu calmo e sereno para ajudar o seu pai em tempo útil, apesar de ter apenas três anos de idade.

A ação desta criança transformou-o num herói que conquistou a admiração de todos e nos convida a consciencializar sobre o treino de crianças em situações de emergência que podem ocorrer em casa. Compartilha a sua proeza que ele merece!

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS