Desde que o Homem surgiu, que este sente uma necessidade de viajar e explorar o Mundo. Contudo, com o passar do tempo e evolução das gerações, as pessoas começaram a fixar-se em determinados lugares, criando raízes, formando famílias.

Ainda assim, o desejo de explorar e conhecer o resto do planeta Terra permanece ainda nos genes dos seres humanos, que cada vez mais se interessam por viagens, na sua maioria influenciada pela evolução tecnológica, principalmente pela internet, que facilita o acesso a bilhetes e planos de viagens.

Aliás, esta obsessão tem um nome: Síndrome de Wanderlust.

Apenas por curiosidade, Wanderlust deriva da junção de duas palavras inglesas, wandern (que significa excursão, viagem, passeio) e lust (que significa desejo, anseio). Combinando as duas palavras, cria-se o tempo “desejo (ou paixão) por viajar”.

Apesar de quem sofre deste síndrome ser afectado de igual forma, especialmente entre os seus 20 e 40 anos, existe quem não sinta esse desejo de viajar.

As pessoas com Síndrome de Wanderlust estão constantemente à procura de novos destinos para conhecerem.

Na realidade, eles não ligam tanto ao destino, mas sim à experiência, ao prazer do descobrimento, já que nessas viagens não descobrimos apenas novas culturas, novas pessoas, novos locais, mas também nos descobrimos a nós mesmos, levando-nos para fora da nossa zona de conforto.

Será que sofres deste Síndrome?

Estes são alguns sinais comuns que caracterizam estas pessoas:

  • Não escolhem as suas viagens baseado em luxo e conforto, mas sim em sairam da zona de conforto
  • Estão sempre com o passaporte e documentos prontos caso surja alguma viagem “surpresa”
  • Explorar e conhecer novas culturas não é um desejo, mas uma necessidade básica, e investem todo o seu dinheiro nessas aventuras com prazer
  • Mesmo que tenham acabado de chegar de uma aventura, começam de imediato a prepararem-se para outra, pesquisando destinos e começando a poupar dinheiro

Se te identificas com os pontos acima, então és bem capaz de “sofrer” deste Síndrome, e acredita que isso é bastante positivo, pois ajuda o teu crescimento enquanto pessoa. Contudo, alerto-te para que não exageres. Mantém um equilíbrio entre este teu desejo e a tua vida pessoal, profissional e financeira, para que possas continuar a viver experiências únicas.

Fonte: O Segredo

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS