Aos 58 anos, o famoso Quentin Tarantino e vencedor de sete Oscars e oito Globos de Ouro, um dos realizadores mais irreverentes de sempre faz declarações nunca antes vistas. Lembramos que ele é o realizador de grande filmes de sucesso como Pulp Fiction, Django Unchained, Kill Bill e Jackie Brown.

Segundo ele, a sua mãe, Connie Zastoupil, com cerca de 75 anos, jurou que nunca iria apoiar o seu filho nesta loucura de realizar filmes de cinema.

Ele conta-nos uma história de quando apenas tinha 12 anos, idade com a qual já escrevia a roteiros, a sua mãe repreendeu-o ao lados dos seus professores.

A sua mãe considerava que ser escritor era uma carreira de “merda”, usando, mesmo estas palavras. Ele referiu este episódio lembrando a resposta que lhe deu após as palavras sarcásticas da mãe. “Quando ela me disse isto, eu apenas disse tudo bem, mas quando me tornasse um escritor de sucesso ela nunca veria um tostão meu”.

O director insistiu que nunca voltou atrás na palavra e assume que a sua ideia irá manter-se e que nada irá fazer com que mude de ideias.

Agora a parte desta história, o ultimo filme foi lançado em 2019, e o director diz que nao iria fazer mais do que 0 filmes, esperamos que nesta questão ele possa voltar atrºas na sua decisão.

VÊ TAMBÉM