Messi é um puma de 90 quilos que vive com os seus donos Mariya e Aleksandr Dmitriev na Rússia.  O casal conheceu Messi no zoológico de Saransk, em Penza, na Rússia, quando ele tinha apenas 8 anos de idade e decidiram que este “pequeno” deveria fazer parte da família, então arranjaram maneira de poder ficar com ele.

Messi era uma de três crias que nasceram neste zoológico e todos eles ficaram com o nome de famosos jogadores de futebol em homenagem à cidade russa durante a Copa do Mundo. Além de Messi, os seus dois irmãos ficaram o nome de Suarez e Neymar.

No entanto Messi nasceu com alguns problemas de saúde e como o zoo não era capaz de cuidar do animal, ele teve de vendido aos três meses de idade. Foi quando este casal ficou perdidamente apaixonado pelo animal. Aleksandr perguntou ao zoológico se poderiam comprar-lo.

Segundo a Mariya, o seu companheiro Aleksandr, de 38 anos, sempre sonhou em possuir um felino maior do que o habitual: “Ele sempre pensou em ter um lince – nunca um puma.”

“É difícil explicar, mas acreditamos que ter este puma faz parte do nosso destino. Tivemos três dias de reflexão sobre se era moral manter um puma em casa. Mas nada poderia combater o nosso desejo repentino ”, disse Mariya, 28, ao Mirror.

“Então fomos ao zoológico e iniciamos as negociações para comprar o Messi. Ficamos surpresos quando eles concordaram”, acrescenta Mariya.

Cuidar de um felino tão grande como Messi não é como cuidar de qualquer outro animal doméstico, e foi um desafio para o casal de muitas maneiras. Além de ser animal selvagem, Messi também precisava de muita atenção médica e cuidados extras, “ele era bastante fraco e exigia muita atenção”, disse Mariya.

E mesmo que o casal tenha sido capaz de amamentar o pequeno, ele cresceu cerca de dois terços do tamanho do puma médio. Que ainda assim é muito grande em comparação com a maioria dos animais domésticos.

E assim como qualquer outro animal de estimação, Messi exige muito exercício físico. Para ajudar com isso, os donos compraram-lhe um cinto e um casaco especial para levá-lo a passear.

“Ele é como um cachorro. Nós começamos a levá-lo para uma caminhada, passo a passo. O animal não tinha estado realmente ativo antes. Agora andamos muito, duas vezes por dia, como deveria ser. Não é muito diferente de ter cachorro”, disse Aleksandr em entrevista à RT.

No entanto, ao contrário de simplesmente treinar o seu cão para obedecer ordens e fazer alguns truques, este puma adorável não era o mais fácil de treinar. O casal tentou ao máximo encontrar um tratador de animais selvagens para ajudar a treinar o Messi, mas foi muito difícil. Até que finalmente conseguiram encontrar uma escola de treino para cães que permitiu que Messi participasse.

Agora Messi consegue responder a cerca de 10 ordens diferentes. “Ele convenceu-nos com o seu comportamento de que ele é um membro pleno da nossa família e que ele não iria fazer nada de mal além das traquinices sem importância. Ele é muito amável e gosta de contato. Além disso ele dá-se muito bem com as pessoas”, diz Aleksandr.

Ter um gato exótico como animal doméstico é tão raro que o casal começou a documentar o dia-a-dia de Messi nas redes sociais, e as pessoas estão completamente apaixonadas por todos os seus posts. Messi, o puma, tem mais de 500 mil seguidores no Instagram @I_am_puma e mais de 175 mil inscritos no canal de Youtube.

Viver num apartamento com Messi pode ser um desafio, mas o casal fez o melhor que pode para acomodar o novo membro da família, de maneira a que ele se sinta bem perto deles. Eles até converteram o corredor no “covil de Messi”, com uma árvore, um buraco escondido e uma parede de bambu. “Ele é apenas um gato comum, mas grande. Ele tem todos os hábitos de um gato ”, diz Aleksandr.

Como você poderia imaginar, tem havido alguns activistas de direitos animais e ambientais que têm feito bastantes objecções ao casal por manter este animal exótico na sua casa. Muitos desses activistas acreditam que Messi pertence a uma reserva de vida selvagem ou a um santuário. Enquanto outros gostam de apontar aos perigos óbvios de viver com animais selvagens.

Mas o casal acredita que ele não sobreviveria na natureza ou ao lado de outros animais, pois nunca viveu sozinho na natureza e esteve com o casal desde que era um pequeno. “É claro que é muito perigoso ter um gato tão grande em casa, mas Messi é um animal especial”, disse Mariya ao Mirror.

O que achas sobre esta decisão do casal viver com um grande mas adorável puma como Messi? Sente-te livre para partilhar esta história com seus amigos no Facebook para ver o que eles pensam!

Traduzido e adaptado por Inspiring Life do site, The Powerful Mind

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS