Um menino com apenas 3 anos que foi diagnosticado com um linfoma de Hodgkin, viu-se obrigado a sentar-se longe dos seus colegas porque o professor acreditava que havia risco de contágio.

Os seus pais, inscreveram o menino numa escola perto de sua casa porque acreditavam que aquilo o estimularia enquanto se recuperava dos tratamentos de quimioterapia. Mas mal sabiam eles o que daí vinha!

“(…) o professor em questão, que para além de dar aulas também é o sub-diretor da escola.”

Quando chegou a conhecimento dos pais, o seu pai, como seria de esperar ficou extremamente revoltado com o professor em questão, que para além de dar aulas também é o sub-diretor da escola.

Esta situação foi partilhada através das redes sociais, onde o pai revelou ainda que o professor o impedia de fazer exames depois do seu tratamento. Nas imagens partilhadas pelo pai podemos ver o menino sozinho e o pai questiona ainda: “Conseguem imaginar o que passa pela cabeça do meu filho durante 45 minutos?”.

Após a noticia chegar aos órgãos superiores do concelho directivo da escola decidiram que o professor iria ser suspenso.

Agora por favor, alguém explique ao senhor professor que cancro não é uma doença contagiosa e que só a parvoíce dele é que se contagiou para todos os outros meninos que acreditaram na conversa dele.

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS