Apesar do avan√ßo da mentalidade da sociedade actual, a nossa juventude est√° cada vez mais irrespons√°vel ao alinhar nos jogos mais estapaf√ļrdios que v√£o surgindo nas redes sociais.

Um dos √ļltimos e mais pol√©micos jogos foi o da Baleia Azul que incentivava os jovens a auto-infligirem-se, chegando mesmo¬†a estar ligado ao aumento de suic√≠dios de adolescentes.

“(…)¬† os jovens s√£o desafiados¬†a desaparecerem durante tr√™s dias para se tornarem virais (…)”

Contudo, recentemente, surgiu um novo desafio que está a preocupar não só os pais como as autoridades, pois neste os jovens são desafiados a desaparecerem durante três dias para se tornarem virais, mediante algumas regras.

Para ganharem o jogo, estes precisam de desaparecer de casa por dois dias, limitando ou at√© cortando por completo o contato com a fam√≠lia. A ideia ser√° ap√≥s o per√≠odo de 48 horas, retornarem subitamente, surpreendendo os pais e familiares que acreditam que eles tenham sido raptados ‚ÄĒ e que, em muitos casos, acionaram a pol√≠cia para investigar o seu paradeiro.

Al√©m disso, foi acrescentada¬†uma nova ‚Äúregra‚ÄĚ ao jogo que dita que o adolescente desaparecido ganha mais pontos a cada men√ß√£o do seu nome nas redes sociais. Ou seja, quanto mais publica√ß√Ķes dos seus pais ou familiares e amigos sobre o seu desaparecimento, melhor ser√° a sua pontua√ß√£o no desafio.

“(…)¬† j√° que come√ßa a ser dif√≠cil distinguir um desaparecimento simulado de um verdadeiro.”

Este fenómeno que surgiu este ano nos Estados Unidos da América e no Reino Unido já fez com que muitas famílias contactassem as autoridades, dificultando o seu trabalho, já que começa a ser difícil distinguir um desaparecimento simulado de um verdadeiro.

Neste momento o jogo acabou por se alastrar a outros pa√≠ses, como a Irlanda do Norte, havendo j√° den√ļncias deste tipo de casos.

Incr√≠vel como este tipo de coisas viraliza, n√£o achas? ūüėĪ

Partilhar é cuidar!

V√ä TAMB√ČM



COMENT√ĀRIOS