Para nós, pessoas esquecidas, geralmente há uma preocupação de que às vezes termos memória fraca é um sinal de que as nossas mentes estão a falhar, ou pior ainda, de que podemos estar a sofrer de um início precoce de alguma doença relacionada à memória.

Não temas, pois algumas novas pesquisas da Neuron sugerem que quando nos esquecemos das coisas é um sinal de inteligência e que o teu cérebro está a funcionar.

“Esquecer as coisas não é assim tão negativo”, diz um relatório da CNN, “na verdade torna-nos mais inteligentes”.

Ter uma memória perfeita sempre foi sinónimo de ter um cérebro bem otimizado, pelo menos para muitos de vocês e até para qualquer pessoa que possas perguntar, é isso que te vai dizer.

A pesquisa explica também que a verdadeira função da memória é “otimizar a tomada de decisão inteligente, mantendo o que é importante e deixando de lado o que não é”. E ao saber disto, percebemos que os nossos cérebros optam por priorizar a importância sobre a precisão fazendo muito mais sentido a conclusão deste estudo.

Em vez de tentar ajudar-nos a lembrar de todos as situações do dia-a-dia, os nossos cérebros tentam priorizar as informações que nos ajudarão a tomar decisões críticas prontamente disponíveis, aumentando as nossas chances de alcançar o sucesso.

Queres stressar menos, dormir melhor e sentir-te mais feliz… sem drogas ou algo doido?

Há um benefício adicional em poder esquecer facilmente, a pesquisa também observa. Isso ajuda-nos a adaptar rapidamente a novas situações e a mudar a nossa maneira de pensar para atender melhor às nossas circunstâncias atuais  abrindo espaço para que algo novo nos torne mais capazes.

Os pesquisadores afirmam que se por vezes não te esqueceres daquelas coisas que não são tão importantes assim vais ficar com a tua cabeça inundada de múltiplas memórias e vai ficar tudo muito confuso. Isso dificulta a tomada de decisão, ao mesmo tempo em que é capaz de descartar informações importantes.

Na verdade, pode ser útil darmos uma mãozinha aos nossos cérebros nesse departamento, basta participar em atividades que ajudam a limpar informações inúteis de vez em quando.

Idas regulares até ao ginásio e alguns passeios mais pacíficos no jardim ou à beira da praia podem fazer maravilhas.

Então, é importante lembrarmos que nosso o cérebro não está apagar lembranças por causa do despeito – está a esconder os detalhes insignificantes para que possamos entender melhor aquilo que realmente tem importância.

Podemos finalmente parar de ser tão duros connosco próprios, pelo menos até certo ponto… Por favor não te esqueças do teu filhote no supermercado!

Fonte: higherperspectives

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS