Confiança e respeito são a base de qualquer relacionamento. Se eles deixam de existir, tudo o resto desaba. E não adianta empurrar com a barriga, aceitar todos os deslizes e achar que vai mudar, porque não muda.

Não adianta aceitar um erro mas levá-lo contigo por uma vida toda. Não adianta ficar remoendo o passado e toda a vez que acontecer algo esfregar na cara o que supostamente tu já tinhas esquecido.

“(…) quando alguém estraçalha o nosso coração (…) a vida a dois não será mais a mesma.”

A verdade é que, quando alguém estraçalha o nosso coração e vacila forte e feio com a gente, por mais que exista amor e tu queiras muito o bem dessa pessoa, a vida a dois não será mais a mesma.

É que muita das vezes não conseguimos apagar o mal que já nos fizeram. Por mais que provem diariamente a suposta mudança, o pé sempre vai ficar atrás.

Não adianta aceitar da boca para fora, se o teu coração ainda não se curou e a tua mente te lembra todos os dias o que tu já enfrentaste.

Não adianta apostar se já deixou de te pertencer, se o que tu sentias não foi valorizado, se tudo que tu fazias por alguém não foi recíproco.

“(…) se tu não te sentes em paz e as tuas vontades não condizem com o que o teu coração quer, não insistas (…)”

Não estou dizendo que ninguém mereça uma segunda chance, só quero que tu entendas que, se tu não te sentes em paz e as tuas vontades não condizem com o que o teu coração quer, não insistas, não leves adiante, não te excedas por frustrações passadas.

Eu acredito em segundas chances. Só não acredito que toda a gente as mereça.

Amor não enche barriga, e para ser inteiro e de verdade, o outro alguém precisa te escolher, e principalmente, precisa deixar de abraçar o mundo para segurar só a tua mão.

Por: Rogério Oliveira

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS