Cada vez mais as mulheres estão a preocupar-se consigo mesmas e com as suas carreiras profissionais do que propriamente em encontrar um marido, e uma das razões é precisamente pelo facto dos homens não ajudarem muito nas tarefas domésticas, ficando estas encarregues da mulher, mesmo quando estas têm um emprego.

Um estudo realizado pela Universidade de Michigan, EUA, revelou que ser casada faz com que a mulher aumente em 7 horas por semana o trabalho doméstico, ao contrário dos homens que reduzem uma hora por semana das suas tarefas domésticas.

“É um padrão bem conhecido. Ainda há uma realocação significativa de trabalho que ocorre no casamento – os homens tendem a trabalhar mais fora de casa, enquanto as mulheres assumem mais o trabalho doméstico”, disse Frank Stafford, do Instituto para Pesquisa Social (ISR) da universidade, que dirigiu o estudo.

Mas atenção, se já consideras isto mau, então prepara-te, porque a situação tende a piorar quando passam a existir filhos.

Mulheres casadas com mais de três filhos passam uma média de 28 horas por semana a fazer trabalho doméstico, ou seja, mais de 10 horas a mais do que a média das mulheres. Contudo, em contraste, os homens casados com mais de três filhos passam cerca de 10 horas por semana a fazer trabalho doméstico, em comparação com 13 horas completadas pelo homem médio.

A pesquisa foi baseada na análise a diários de 2005 de um estudo sobre a dinâmica de renda que foi realizado desde 1968 no Instituto de Pesquisa Social da Universidade não incluiu tarefas domésticas “básicas”, como consertos em casa e jardinagem, mas sim em tarefas quotidianas como cozinhar, limpar e arrumar as coisas, sendo que puderam concluíram que uma mulher solteira passa em média 17 horas por semana a trabalho doméstico, o que é nove horas a menos do que em 1976.

Fonte: HuffingtonPost

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS