Muitas pessoas não sabem lidar com certas situações e optam por partir para a agressão. Contudo, esses ataques por vezes são tão graves que alteram completamente a vida das vítimas.

Foi o que aconteceu com Katie Piper, uma mulher de 33 anos, que em 2008 foi brutalmente atacada pelo seu ex-namorado, Danny Lynch, que lhe lançou ácido sulfúrico para cima, atingindo o seu rosto, peito, pescoço, braços e mãos.

A sonhar com uma carreira de modelo na altura, Katie sentiu que não valia a pena continuar a viver após ter ficado completamente irreconhecível. Contudo, dez anos depois e após ter passado por 250 cirurgias, Katie conseguiu finalmente melhorar o funcionamento do seu corpo e levar uma vida normal. Ainda assim, foi um longo período de tratamentos e terapia para conseguir lidar com o trauma do ataque, e a verdade é que irá continuar a precisar de cirurgias e terapias para o resto da sua vida.

Katie decidiu partilhar a sua história numa carta aberta publicada na revista Scars, Burns & Healing após ter tido conhecimento de um grupo de criminosos que atacavam distribuidores de comida com ácido sulfúrico no leste de Londres, tentando alertar a justiça para penas mais pesadas para este tipo de pessoas que não têm qualquer respeito pela vida humana.

Hoje em dia, Katie voltou a encontrar o amor com James Sutton, com quem se casou em 2015 e de quem tem uma filha, Belle Elizabeth, tentando inspirar outras pessoas que passem pelo mesmo ao dirigir uma instituição de caridade que ajuda vítimas de ataques com ácido, chamada de Fundação Katie Piper.

“Eu conheci muitas pessoas que me inspiraram, que trabalharam duro para reconstruir as suas vidas depois de um ataque, pode ser difícil ser motivado quando o sistema judicial não reflete quão severos são esses crimes”, disse Katie numa entrevista.

Um exemplo de verdadeira coragem e força 👏

Fonte: Viralistas

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS