O grafite é uma arte normalmente associada ao mundo masculino, mas a verdade é que também existem mulheres tão ou mais talentosas que os homens e Luna Buschinelli é uma delas.

Luna é uma artista brasileira de 19 anos que provou o seu valor ao criar o maior grafite do Mundo produzido por uma mulher, ao qual deu o nome de Contos. Feita no prédio da Escola Municipal Rivadávia Corrêa, na Av. Presidente Vargas, entre a Igreja da Candelária e a Central do Brasil, no Rio de Janeiro, a obra-de-arte faz parte do projeto Rio Big Walls, da Secretaria Municipal de Cultura, que tenta dessa forma valorizar espaços recorrendo à arte urbana. O seu tamanho é tão grande que vai concorrer ao livro do Guiness.

Além disso, Luna procurou também desta forma dar uma força ao grafite feminino e tentar que este seja cada vez mais reconhecido pela sociedade em geral.

“Fico muito feliz em poder trazer com esse trabalho a força de um graffiti feminino, além de abrir portas e dar visibilidade não só para mim, mas também para todas as mulheres que se aventuram no mundo do graffiti e da arte.”, disse Luna numa entrevista à Veja.

A artista trabalhou das 8 às 18h por cerca de 1 mês para pintar os cerca de 2.500 m² do complexo escolar, tendo sido convidada pelo produtor Pagu, responsável, ao lado de Andrea Franco, pelos murais do Boulevard Olímpico, para a realização da obra.

Fotos: © Humberto Ohana

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS