Uma das palavras mais temidas da actualidade é “cancro”, contudo esta é uma doença cada vez mais comum nos dias de hoje, já tendo sido mesmo considerada a “doença do século”. Contudo, infelizmente, isso não a torna mais fácil de curar, sendo que a sua maioria acaba mesmo por ser fatal.

Ainda assim, existe quem não desista de lutar pela vida mesmo após ouvir a palavra “incurável”, como o caso da enfermeira Viviane Bileski, de 40 anos, que após ter descoberto que tinha cancro nos ovários em estágio IV, ou seja, já bem avançado, a sua vida nunca mais foi a mesma.

Consciente do seu estado de saúde – não trabalhasse ela na área – Vivane procurou de imediato um médico assim que se apercebeu que algo não estava bem. Contudo, nada a tinha preparado para a notícia de que não só tinha cancro, como esteve já estava em estado avançado, sendo quase impossível a sua cura.

Mesmo assim, a enfermeira acabou por realizar os tratamentos de quimioterapia, mas de nada valeu, já que o cancro voltou a reaparecer.

Tal situação levou a que o médico que seguia o seu estado de saúde a informasse que infelizmente já não havia mais nada a fazer, sendo que mesmo que voltasse a ser operada, a doença iria voltar na mesma, e iria continuar o resto da sua vida em quimioterapia.

Viviane não aceitou e insistiu com o médico para que este a operasse novamente dizendo-lhe que iria lutar até ao final, ao que ao fim de algum tempo e depois de bastante persistência por parte de Vivane, lá concordou em operar.

Esta atitude do seu médico levou a que a mulher publicasse um desabafo na sua página do Facebook que acabou por viralizar:

Muitas foram as mensagens de apoio e carinho que as pessoas deixaram nos comentários, havendo mesmo quem se encontam a passar pela mesma situação a procurarem-na em busca de uma palavra ou conselho.

Neste momento Viviane encontra-se a trabalhar num projecto de ajuda a pacientes oncológicos, com a construção de uma Unidade de Tratamento Oncológico para ser instalada no Hospital Irmã Dulce. Contudo, apesar de este já ter sido apresentado à Câmara há mais de 6 meses, ainda não obteve qualquer resposta por parte do perfeito.

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS