Se pensarmos bem, dedicar-se a correr atrás de uma bola em um campo por noventa minutos não precisa valer um salário milionário. Mas isso porque não estamos levando em consideração uma pequena variável: de quem estamos falando hoje não é um jogador como outro qualquer. É sobre quem ele é claramente (há quem discuta, mas todos sabemos que ele tem ciúme) o melhor jogador de futebol do planeta, ninguém menos que Lionel Messi. A estrela argentina do Barcelona vem conquistando os campos do mundo há vários anos, marcando com uma frequência e facilidade que às vezes parece sobre-humana.

Depois de vários anos no topo, Messi acumulou uma grande fortuna. O que nos impressiona é que, ao contrário de vários de seus contemporâneos, Lio nunca foi alguém que gosta de gastar e esbanjar dinheiro. Em vez disso, parece que ele não tem interesse nos luxos e na vida de milionários.

Onde parece que Messi fez uso eficaz de sua fortuna é ajudando os outros. Um post recente mostrou o que o talentoso Lionel tem feito com seu dinheiro – usando-o para dar o mais lindo dos presentes para aqueles que nasceram sem ele.

Juntando-se à empresa de tecnologia OrCam, o astro do Barcelona financiou totalmente os óculos de última geração, com a capacidade de simular de maneira muito adequada o ambiente que seu próprio problema sensorial os privou ao longo de sua vida.

Para enfatizar a importância da situação, Messi foi pessoalmente entregar o presente. Não era apenas um, mas havia vários outros presentes também. Devemos mencionar que os óculos custam cada um 4 mil dólares, algo que sem a ajuda deles a família das crianças não teria condições de pagar.

Para a torcida do Messi, também é preciso destacar que o menino que recebeu este presente não era exatamente um torcedor do time que viu o Lio crescer. O menino sempre declarou que era torcedor do Arsenal e que, se Messi tinha algum problema com isso, bem, não era problema dele. Mas Messi aceitou com humor: estava ali para dar um presente, não para reavivar brigas.

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS