Há cerca de uns anos atrás as novas tecnologias entraram numa evolução constante, passamos de poder falar com pessoas à distância através de um telefone sem fios, até que já chegamos à partilha em de imagem em tempo real a partir da pequena tela do ecrã.

Como é evidente, as pessoas que vem de ouros tempos (os tempos em que se queríamos comunicar com alguém distante tínhamos de enviar uma carta escrita e esperar pela resposta umas boas semanas) tem bastante dificuldade em adaptar-se às novas tecnologias.

Mas mesmo eles, não ficam indiferentes às vantagens e querem aprender.

Desde o Facebook, o Instagram, o Snapchat e até mesmo o WhatsApp, todos queremos estar presentes nestas redes sociais para nos podermos manter em contacto com os amigos/família distantes. Portanto é quase que obrigatório termos a nossa identidade pelo menos numa destas aplicações.

A app preferida dos mais velhos é sem dúvida o WhatsApp, porque também é uma das mais fáceis de usar. E sejamos sinceros, os nossos velhotes só se querem manter em contacto connosco e mandar umas mensagens a dizer que fizeram o nosso bolo favorito para lhes irmos fazer uma visita.

E por falar em WhatsApp, um jovem estudante de Direito de Curitiba percebeu que a avó da sua namorada tinha muitas dificuldades com esta app, ela queria falar com a neta mas não sabia como usar.

Alexandre Drabecki, o namorado da jovem decidiu ensinar a senhora de idade de uma maneira muito original.

Alguns idosos não têm ninguém para ajudá-los nestas situações e muitas vezes acabam por não conseguir fazer parte deste mundo virtual, mas não foi o caso desta senhora que contou com ajuda do namorado da sua neta para lhe ilustrar em papel cada ação que ela deveria executar.

Depois de elaborar este manual, Alexandre postou no uma fotografia no Twitter dizendo “A avó da minha mina ganhou um celular pela primeira vez e eu fiz um manual pra ela aprender a mexer no zap”. Pode contar com mais de 81 mil likes e 17 mil retuítes.

É realmente de louvar que hajam jovens preocupados com a gerações mais velhas e os consigam integrar na sociedade de uma maneira tão genial.

Pequenos gestos que podem fazer toda a diferença!

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS