Richard Johnson começa por dizer: “Quando minha filhinha tinha apenas um mês, a mãe dela decidiu abandonar-nos”.

Alguns dias depois do nascimento da pequena Perséfone, a mãe da menina liga para o pai e diz que se ele não chegar rápido que entregava a bebé para adopção. Sem entender o porque ele meteu-se no primeiro avião e trouxe a recém-nascida para casa. Com apenas 21 anos Richard aprendeu a ser pai e a educar a sua filha. Já passaram alguns anos, pois isto aconteceu no ano de 2015.

No inicio foi muito complicado, mas com ajuda de amigos pais solteiros e de livros ele conseguiu fazer papel de mãe e pai simultaneamente. A maior surpresa para Richard foi quando percebeu que nunca mais a mãe da sua filha deu notícias.

 

No entanto algum tempo depois o jovem pai voltou a refletir sobre a atitude da mãe da sua filha e percebeu que a sua ex-companheira sofria de depressão pós-parto. Decidiu partilhar a sua história nas redes sociais e rapidamente ela se tornou viral:

“Eu sou Richard Johnson, pai solteiro da bela Perséfone.

Quando minha filha tinha apenas um mês de idade, a sua mãe decidiu abandonar-nos, no princípio eu não conseguia entendê-la, mas depois concluí que talvez fosse uma depressão pós-parto.

Os primeiros dias não foram fáceis, fiquei desanimado mesmo quando estava com a minha filha, então inesperadamente deparei-me com esta página do Facebook. Os meus nervos e a minha preocupação de não saber se eu conseguiria lidar com os dois papéis e se teríamos sucesso.

Pesquisei os melhores e mais os modernos livros sobre paternidade. Passei horas e horas a assistir a tutoriais no YouTube sobre como trocar a fralda de um bebé, como vesti-lo, como alimentá-lo, como pentear o seu cabelo e uma série de outras coisas que tenho dúvidas.

 

Quando encontrei esta página, descobri que havia muito mais homens na mesma situação que eu. Ao lê-la, comecei a recuperar a confiança e a segurança em mim mesmo, eles ajudaram-me de uma maneira muito significativa a lidar com a mudança.

Agora me sinto estável com a minha filhinha, todos os dias aprendemos juntos e sinto-me muito feliz por tê-la ao meu lado, estamos os dois felizes por nos termos um ao outro.

Agora a minha filha está com 7 meses e sou eu que dou conselhos a outros pais.

Ambos percorremos um longo caminho e só posso agradecer a esta página e às pessoas que a compõem por todo o seu apoio, obrigado de Perséfone e Richard Johnson, é um prazer lê-lo. “

Atualmente, Johnson mora com sua namorada Jennifer, que se apaixonou pela menina assim que a conheceu. No início, Johnson temeu que os dois não se dessem bem, no entanto, seus temores desapareceram ao ver a alegria que o encontro causou em ambas.

 

Uma criança nunca é abandonada. Nunca.

VÊ TAMBÉM