Cada vez mais as pessoas “fecham-se” em casa, sendo que muitas delas nem conhecem os próprios vizinhos. Contudo, isso não aconteceu com duas mulheres, Tisha e Audrey, que devido ao facto das suas filhas se darem tão bem, acabaram também elas por criar uma amizade.

Foi por isso que quando Audrey ficou doente e precisou de ir para o hospital, pediu para que Tisha ficasse com os seus filhos, já que ela era mãe solteira, ao que esta aceitou imediatamente.

Contudo, o que começou por ser apenas uns dias, passou a meses quando descobriu que tinha cancro estômago, dando apenas mais um ano de vida.

Devido a algumas complicações da doença, que acabou por se espalhar por vários órgãos – esôfago, o fígado e os rins – Audrey acabou por falecer mais rápido que do estava a contar, apenas duas semanas aptos voltar para casa.

Tendo sido tudo tão rápido, a mãe das três crianças pouco tempo teve para pensar no futuro das mesmas, e por isso, ao ver que eles estavam a ser tão bem tratados por Tisha, o seu marido e os filhos, fez um último pedido à amiga – que esta ficasse com eles definitivamente. Tisha não conseguiu recusar o pedido, não só porque, tal como ela disse numa entrevista, “Eu posso não os ter tido na minha barriga, mas tenho-os no meu coração.“, mas também porque ela própria tinha vivido em orfanatos e não queria que as crianças passassem pelo mesmo.

Ainda assim, a família de Tisha não podia oficializar a adopção enquanto não tivesse condições para isso, já que a casa era demasiado pequena para as 10 pessoas. As meninas Alycia e Morgan, assim como Destiny e Miranda, dividiam um quarto de dormir entre si e uma cama. A filha mais velha de Tisha, Holly, dormia num pequeno quarto aberto na cozinha, e o filho mais velho, Chad, dormia no sofá da sala de estar. Contudo, o problema era o local onde os meninos Kayden e Kendall dormiam, que era um loft aberto e as autoridades exigiam que tivesse uma parede para que este virasse um quarto de verdade.

Foi então que uma vizinha de Tisha decidiu ajudar e entrou em contacto com um programa de TV que era especialista em surpreender pessoas e transformar a vida destas, sendo que este não só pagou a construção da parede nova para o quarto dos meninos, como também mobiliou completamente a casa com novos móveis para que cada uma das crianças pudesse ter pelo menos a sua própria cama. O único que teve de continuar a dormir no sofá foi Chad, oi mais velho, contudo, o programa não quis deixar de o ajudar em conseguir o seu próprio apartamento – já que ele tem 18 anos e era um sonho seu – e entregou-lhe um cheque de 1500€.

Além disso, receberam um novo carro para transformar a família toda e ainda um ano de compras grátis no supermercado.

Abaixo poderás ver o vídeo da surpresa do programa e as suas reacções emocionantes à renovação da sua casa:

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS