Não quero ferir a sensibilidade do homem, longe de mim, mas todos temos de admitir que a mulher amadurece mais cedo, talvez até tenham um motivo para isso, que para mim parece-me bastante óbvio. A mulher tem um “prazo” um pouco mais curto que o homem para poder ter filhos e formar a sua família (isto é, se esse for o objectivo). 

No entanto isto é só o meu parecer, não sou eu que estou afirmar que o homem amadurece mais tarde que a mulher, nem tão pouco o artigo se refere a essa comparação  sexista. É apenas uma conclusão de um estudo efectuado com 1000 homens realizado pelo Centro Crown Clinic, em Manchester cujo o resultado foi divulgado pelo jornal “The Telegraph”.

“Hoje em dia as pessoas têm mais noção de que casar e ter filhos é algo que agrega bastantes custos (…)”

Segundo este estudo, os homens da actualidade levam mais tempo do que as gerações passadas a “crescer” e a aproveitarem a vida como “adultos de verdade”. Muito pelo facto da pressão financeira e paternidade adiada. Hoje em dia as pessoas têm mais noção de que casar e ter filhos é algo que agrega bastantes custos e optam por adiar a constituição da própria família por precaução. Além disso como a mulher está cada vez mais independente e já não há pressão por parte das famílias para casar este processo torna-se ainda mais demorado.

Há uma série de factores sociais que influenciam este adiar de crescimento. Também o facto de cada vez mais ser importante investir numa carreira profissional sólida e se passar muitos anos a estudar contribui para este “atraso”. Por isso não pensem que os homens de hoje em dia são uma geração sem maturidade, mas sim uma geração mais ponderada e equilibrada pesa todos o prós e contras antes de mergulhar de cabeça em algo que requer tanta responsabilidade.

Miguel Teixeira um dos mil inquiridos neste estudo, de de 45 anos e arquitecto, afirma: “A verdade é que não sinto a maturidade que os 45 anos poderiam fazer crer. Vejo-me, seja em termos físicos ou emocionais, como se tivesse entre os 20 anos de idade e os 30. Sempre que posso gosto de reviver esses tempos de maior liberdade e ‘irresponsabilidade’.”  

A promotora deste estudo, Asim Shahmalak afirma também: “Vivemos muito mais tempo e com os custos de vida a aumentar e a paternidade a ser adiada, os homens levam, inevitavelmente, mais tempos para se sentirem resolvidos”.

” Estuda, viaja, junta dinheiro, conhece pessoas, e no tempo certo vais constituir a tua família.”

Portanto, se já estás na casa dos 30, não casaste, não tens filhos, nem tão pouco tens uma relação estável, não te culpes, a culpa não é tua, é da sociedade em geral que com o passar dos tempos altera os seus padrões. Estuda, viaja, junta dinheiro, conhece pessoas, e no tempo certo vais constituir a tua família. Mas por favor, não entres em depressão nem pares no tempo porque mais vale amadureceres tarde do que nunca.

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS