Os cachorros de raça Pitbull são conhecidos por serem animais violentos e agressivos e por isso são odiados por muitas pessoas. Contudo, também são amados por muitas outras que conseguem ver o seu lado carinhoso e brincalhão, como Mario Rodríguez, um camionista, que ao ver uma foto de Hickory, um cachorro de raça pitbull, apaixonou-se de imediato pelo animal.

O problema é que este se encontrava no Refugio Animal Care Center de Nova Iorque e estava numa lista de animais a abater.

Determinado a ficar com o animal, Mario, que se encontrava na altura a trabalhar na Califórnia, falou com a empresa para conseguir mudar a rota do seu camião para Nova Iorque e colocou-se a caminho, fazendo mais de 4000 km’s, para poder salvar Hickory.

“Eu liguei para o abrigo todos os dias. No terceiro dia eles até reconheceram o meu número. Eles disseram-me: “Sim, Marío. Ainda está aqui. Ele ainda está aqui”, disse o homem.

A conduzir o mais rápido que conseguia, Mario conseguiu finalmente chegar ao centro de abrigo. Quase como que adivinhando que este tinha chegado para o salvar, assim que Hickory viu Mario, o animal não se conseguia conter de alegria.

Eu disse-lhe que estávamos a ir para casa e ele começou a abanar o rabo como um louco. Saltava e não parava de me dar beijos”, disse o homem.

Ao chegar a casa, o cachorro começou de imediato a dar-se bem com os seus “irmãos” pitbull’s que Mario já tinha, contudo, sempre que via o homem a sair para ir trabalhar, simplesmente não o conseguia largar. Por isso, a família e a empresa encontraram a solução perfeita – Hickory iria ser o novo co-piloto de Mario no camião.

“Nós paramos sempre em parques e fazendas. Ele conhece cavalos e ladra para as vacas. Ele está a divertir-se como nunca antes“, disse Mario.

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS