O frango pode ser uma fonte de proteína saudável para a maioria das pessoas, mas também origina a maioria das doenças associadas a surtos de origem alimentar, de acordo com os Centros para Controle e Prevenção de Doenças.

Um novo relatório publicado esta semana, o CDC analisou as causas de surtos de doenças transmitidas por alimentos – que é quando pelo menos duas pessoas contraem a mesma doença ao ingerir uma comida comum – entre 2009 e 2015. Durante esse tempo foram registados mais de 5.760 surtos de origem alimentar, 100.939 doenças, 5.699 hospitalizações e 145 mortes.

Embora o peixe tenha causado o maior número de surtos de doenças, o frango registou a maior: 3.114 pessoas ficaram doentes porque comiam frango contaminado.

A carne de porco e os vegetais foram os próximos da lista, atrás do frango, registando 2.670 e 2.572 pessoas doentes, respectivamente.

Então, o que está a acontecer com o frango?

“O frango é um reservatório para as salmonelas”, disse Thomas Gremillion, diretor do Food Policy Institute da Consumer Federation of America, à CBS News. “Este relatório do CDC mostra que os inspectores do governo e da indústria precisam tomar mais medidas mais para proteger os consumidores de frango contaminado.”

A salmonela é um tipo de bactéria que pode causar diarreia, febre e cãibras durante cerca de 12 a 72 horas após a ingestão de alimentos contaminados. Além de aves de capoeira, Salmonella pode ser encontrada nos ovos, queijo, suco e frutas.

Eu sei que gostas de frango – e a boa notícia é que tu não precisas deixar que este artigo te faça parar de comer esta carne. Em vez disso, adota estes hábitos de cozinha, recomendados pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, para te ajudar a reduzir o risco de ficar doente com Salmonella:

  • Evite comer carne mal cozida e ovos crus;
  • Lava as mãos com sabão e água antes de tocar nos alimentos;
  • Limpa todas as superfícies usadas para preparar as refeições;
  • Evita usar os mesmos utensílios em alimentos crus e cozidos;
  • Usa um termómetro de carne para cozinhar alimentos a uma temperatura interna segura.
Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS