Sim, amantes de esparguete, este é para vocês!

De acordo com um estudo realizado pelo IRCCS Istituto Neurologico Mediterraneo Neuromed em Pozzilli, Itália (claro, tinha de ser!), o consumo de esparguete não só não engorda, como pode mesmo ajudar a um IMC (índice de massa corporal) mais baixo.

Após estudarem os hábitos alimentares, IMC, circunferência da cintura e relação cintura-quadril de 23.000 homens e mulheres italianos, sendo que 14.402 participantes tinham mais de 35 anos e 8.964 pessoas mais de 18 anos, chegaram à conclusão de que a ideia generalizada de que o consumo de massa pode impedir a perda de peso está errada, de acordo com Licia Iacoviello, chefe do Laboratório de Epidemiologia Molecular e Nutricional do Instituto Neuromed, onde o estudo foi realizado.

Mas atenção! Isso não quer dizer que possas comer esparguete a torto e a direito, pois como em tudo existe sempre um “MAS”!

Os participantes do estudo comiam esparguete com moderação, claro. Além disso, eles aderiram à dieta mediterrânea que consiste em basear a alimentação no consumo de alimentos frescos e naturais como azeite, frutas, legumes, cereais, leite e queijo – que é explicitamente conhecida pelos seus benefícios na perda de peso.

Por isso, desde que comas maioritariamente frutas e verduras e incorpores também proteínas magras, óleos e gorduras saudáveis na tua dieta, estás à vontade para comer massa – com moderação, claro!

Ficaste mais contente? 😄

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM