No passado dia 16 de Janeiro, algo inédito aconteceu numa maternidade no Reino Unido, uma bebe, cujo seu nome é Avery, nasceu com um dente na gengiva inferior, uma condição super rara dá-se o nome de “dente natal”, pois acontece num nascimento a cada 2mil.

A sua mãe, Bethany Green de apenas 18 anos, afirma que a sua filha nasceu com o dentro meio de fora, mas que agora com quatro semanas está completamente formado e acha isso incrível. Já foi com ela a um dentista, para que ele pudesse aconselhá-la a lidar com esta condição rara de maneira a prejudicar a dentição da pequena Avery.

A jovem apenas descobriu que estava grávida no 7 mês de gravidez.

Ainda assim tenda conciliar o papel de mãe, com os seus estudos e com o seu trabalho como empregada de balcão, ainda assim conta com a ajuda dos seus pais para tomar conta da pequena Avery.

Richard Welbury, médico e professor da Universidade de Lancashire, no Reino Unido explica que apesar se ser comum receber estudarem este tipo de condição, nem sempre as clínicas dentárias estão prontas para lidar com este “problema”.

Explica também que dentes deste podem não pertencer à dentição de leite, mas que por norma o melhor é tratá-lo como tal, embora em determinados caso os dentes natais tenham de ser extraídos.

Factores de risco e o porquê da extracção do dente

As razões que levam à extracção dos dentes natais são várias, desde poder comprometer a saúde do bebé, levando a consequências como:

  • se o dente estiver meio solto o bebé pode engasgar-se ou até dificultar o correcto funcionamento das vias respiratórias;
  • se o dente acabar por ir parar aos pulmões da criança.

Também pode provocar uma úlcera na língua do bebé. Para a mãe também existem alguns riscos, principalmente no período da amamentação, pois pode tornar-se algo doloroso.

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM




COMENTÁRIOS