O projeto alemão Ulmer Nest visa proteger das baixas temperaturas quem tem que dormir na rua. Além do isolamento térmico, possuem painéis solares e as pessoas que desejam utilizá-los não precisam de cadastro prévio.

O frio toma conta das cidades da Alemanha e com ele os sem-teto não se divertem. No entanto, uma iniciativa instalou cápsulas térmicas para quem é forçado a viver e dormir nas ruas.

Desde o último dia 8 de janeiro, na cidade alemã de Ulm, é possível ver grandes cápsulas, feitas de madeira, aço e equipadas com isolamento térmico, para dar abrigo aos mais necessitados.

“Hoje os dois ninhos Ulmer-Corona foram adiados infelizmente tarde, mas bem a tempo para as noites realmente frias”, diz o post no Facebook do projeto Ulmer Nest, que visa “apoiar as medidas existentes de proteção contra geadas”, como eles escrevem em seu site.

A ideia das cápsulas é proteger do vento, do frio e da umidade, podendo acomodar até duas pessoas. Os sensores que possui são acionados imediatamente quando alguém entra em um deles, pois não possuem câmeras.

“Esperamos poder repetir os comentários positivos do ano passado para oferecer também a longo prazo uma medida complementar de proteção contra congelamento existente em Ulm”, explicaram no Facebook e contaram também sobre as atualizações das cápsulas.

Entre as novidades estão melhorias no isolamento térmico do seu interior para otimizar o clima, instalação de painéis solares, ligação à rede de rádio Ulmer LoRa Wan IoT de forma a não depender de redes móveis e uma forma mais fácil de aceder às mesmas.

Flaco Pross, criador das cápsulas, comentou que as pessoas não precisam preencher nenhum formulário para usá-las, segundo Ladbible. Além disso, os sensores neles instalados são capazes de capturar cada vez que é aberto e fechado e imediatamente envia uma notificação aos membros do Ulmer Nest ou da associação caritativa Caritas Ulm-Alb-Donau, que no dia seguinte vão ao local para oferecer ajuda a quem passou a noite ali. Em caso de algum dano, eles serão reparados o mais rápido possível.

“Esperamos com os Ulmer Nests oferecer alguma segurança e proteção para aqueles que mais precisam em Ulm,” a postagem no Facebook termina.

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS