Lubomir Jastrzebski e Nancy Nemhauser são um casal e pais de um jovem de 25 anos com autismo que é um grande fã do artista Van Gogh. Por isso, como uma forma de ajudar o filho caso este se perca e não encontre o caminho de volta para casa, decidiram pintar a mesma com uma pintura bem conhecida do artista, ‘A Noite Estrelada’. Richard Barrenechea foi o artista contratado para reproduzir a obra-de-arte.

“Ele poderá pelo menos mencionar a casa de Van Gogh e as pessoas poderão ajudar e trazê-lo para casa”, disse a mãe ao jornal Reuters.

Contudo, a ideia não foi bem recebido por todos, como a Câmara de Mount Dora, local onde fica a moradia, que decidiu multar o casal afirmando que a pintura não estava de acordo com as regras de sinalização, obrigando não só ao pagando de avultadas multas que ultrapassavam os 10 mil dólares, como a pintar a casa, removendo assim a obra-de-arte.

Desta forma, o casal decidiu processar a Câmara por violar o seu direito constitucional à liberdade de expressão e o direito de família, já que a pintura servia de auxílio ao filho.

Após um ano de lutas em tribunal, este acabou por decidir a favor da cidade. Contudo, mais tarde voltou atrás na decisão, permitindo que a pintura permanecesse e obrigando ainda a Câmara a pagar uma indemnização no valor de 15 mil dólares. Além disso, Nick Girone, Perfeito de Mount Dora decidiu pedir desculpa ao casal publicamente.

A pintura está de tal forma fantástica que a moradia acabou por se tornar numa pequena atracção turística da localidade.

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS