Para muitas pessoas, os seus cachorros são como se fossem seus filhos, tratando-os com todo o amor e carinho que merecem. Contudo, outros são capazes de cometer as atrocidades mais horríveis que possas imaginar, traumatizando muitos desses animais para o resto da sua vida.

Cala era o cão de guarda de um mecânico em San Jose, Costa Rica que infelizmente foi vitima de negligência por parte do seu dono, que a mantinha com uma trela tão curta que esta nem conseguia deitar a sua cabeça no chão e descansar. Além disso, sempre que Cala estava doente, o homem nunca a levava ao veterinário e raramente a alimentava.

Felizmente, pessoas vizinhas aperceberam-se do estado da cadela e chamaram as autoridades, que não só registaram a ocorrência como contactaram o centro de resgate de animais Territorio de Zaguates que se prontificou a ir buscar o animal de imediato.

Lya Battle, fundadora do Territorio de Zaguates, disse numa entrevista ao Dodo: “A foto que vi dela pela primeira vez mostrou uma criatura miserável, roubada da sua dignidade e pronta para desistir – um cão cujo espírito havia sido quebrado e estava apenas à espera que o fim chegasse enquanto vivia um pesadelo sem fim.”

Após passar por um período de tratamentos, as mudanças começaram a ser visíveis, não só fisicamente, como até psicologicamente, mostrando-se uma cadela mais feliz. Contudo, ao fim de algum tempo de estar no centro, este foi alvo de um ataque de gente maldosa que invadiram o espaço para tentarem matar os animais com salsichas envenenadas, chegando mesmo a matar 16 cachorros.

Felizmente, Cala conseguiu sobreviver e apesar de ter sofrido alguns danos neurológicos, a sua saúde voltou a melhorar.

Hoje Cala aprendeu a voltar a confiar nos humanos, vivendo com a sua família adoptiva que lhe dá todo o amor e carinho que ela merece 😍

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS