Larysa Switlyk é uma caçadora famosa norte-americana de 33 anos. Numa das suas caçadas na Escócia, decidiu ter a infeliz ideia de postar uma fotografia na suas redes sociais a segurar um brinquedo sexual ensanguentado, presente que recebeu na noite anterior numa festa.

As imagenes ficaram conhecidas por toda a internet pelo o seu conteúdo extremamente sensacionalista e rapidamente choveram criticas de todos os que visualizaram aquela imagem. Os britânicos vão mais além e dizem que as imagens são de conteúdo extremamente ofensivo e afirmam que ela não é bem vinda a região.

Entretanto, o porta-voz da Associação Britânica de Caçadores, Garry Doolan, manifestou-se afirmando que as imagens o deixaram extremamente abalado e que se é esta a imagem que Larysa pretende passar que a caçadora não será bem recebida de novo.

Uma das suas amigas, que foi com ela caçar, respondeu também em entrevista ao Daily Mail, que na verdade ficou tão incomodada com a atitude de Larysa que se viu obrigada a abandonar a caçada e voltar mais cedo para casa. Acrescenta também: “Foi muito apelativo e um completoCaçadora choca o mundo com foto de brinquedo ensanguentado ao lado de carneiro morto desrespeito com o animal morto. Já não somos amigas por causa do ocorrido e decidi abandonar a caçada mais cedo diante da conduta amoral”.

Larysa Switlyk foi breve nas suas declarações, e apesar das ameaças de morte que tem recebido (o que é extremamente incorrecto, pois não se responde a violência com mais violência) ela afirma que a natureza é o seu “supermercado” e portanto não pretende pedir desculpa, pois ela é uma caçadora e vai continuar a ser.

É evidente que não ninguém esperava que ela parasse de caçar, mas pelo menos que o fizesse com mais seriedade e não saísse por aí a chocar o mundo e todos aqueles que são contra este tipo de actividades.

Fonte: Daily Mail

 

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS