O passado dia 15 de Abril de 2019 foi marcado por uma das catástrofes mais faladas no mundo, um incêndio que acabou com a histórica Catedral de Notre-Dame em Paris. Vários posts circulavam pela internet de pessoas completamente em choque com este acontecimento.

Apesar de toda a tragédia algumas pessoas com dinheiro vieram a publico oferecer ajuda, dois bilionários prometeram doar um total de 300 milhões de euros para reconstruir o monumento.

O presidente e CEO do grupo internacional de Kering, François-Henri Pinault, que trabalha com marcas de luxo como Gucci e Saint Laurent, disse na sua conta do Twitter que ele e a sua família vão doar 100 milhões de euros para a reconstrução da catedral.

Entretanto o marido da atriz Salma Hayek, Bernard Arnault, também presidente e diretor-executivo de bens de luxo LVMH, cujas marcas incluem Moët & Chandon e Dior decidiu duplicar a doação.

“Na sequência desta tragédia nacional, a família Arnault e o Grupo LVMH prometem o seu apoio à #NotreDame. Doarão um total de 200 milhões de euros para a reconstrução deste trabalho arquitectónico e parte integrante da história de França”, dizem eles na conta do Twitter da LVMH.

Estas doações, ou melhor, comunicados de futuras doações vieram assim que os bombeiros que estiveram a combater o incêndio disseram a impressa que “todo o fogo já foi apagado”.

Ainda em comunicado à imprensa, o presidente francês diz que está a planear lançar uma campanha para angariação de fundos com o objectivo de conseguir amealhar mais algum dinheiro para conseguirem reconstruir a catedral.

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, fez também um pedido de ajuda na sua conta do Twitter aos países-membros da União Europeia. Ele pede uma contribuição para ajudar na reconstrução.

Se todos ajudarmos as coisas ficam mais fáceis, hoje por França, amanhã não sabemos se aqui em Portugal iremos precisamos.

Este monumento já tem cerca de 800 anos de história, pois a sua construção foi iniciada no ano de 1163, sendo uma das mais antigas catedrais francesas. Este monumento de arquitectura gótica já sofreu várias restaurações ao longo de todas estas centenas de anos, e talvez esta futura reconstrução seja a mais demorada, pois o incêndio destruiu todo o tecto, pináculo e rosáceas.

A catedral encontrava-se em obras, e suspeita-se até que essas obras possam ser origem do incidente, embora inicialmente se suspeita-se de um ataque terrorista. Na verdade as causas do incêndio ainda se desconhecem, ou pelo menos ainda não foram reveladas à comunicação social.

Agora o que importa é começar a reconstruir este monumento, pois eles faz parte da história e deve continuar a fazer para as gerações futuras poderem ver que afinal no mundo já se fizeram grande construções.

Tradução e adaptação: cbsnews.com  

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM




COMENTÁRIOS