Eu te amei. Eu amei-te além das palavras.

Às vezes, sentia que amava mais a ti do que a mim mesma. Talvez esse tenha sido o problema.

Eu nunca deveria ter te colocado em primeiro lugar, pois tu não fazias o mesmo.

Eu aguentei tanta coisa. Eu aguentei sozinha todos os obstáculos que surgiam no nosso caminho. Eu aguentei a tempestade de emoções com a qual fui obrigada a lidar.

Eu aguentei as idas e vindas, os altos e baixos, eu aguentei tudo.

Eu fiz isso por ti. Eu fiz isso esperando, desejando e realmente acreditando na nossa história.

Mas agora não aguento mais.

Estou fechando a porta para brigas.

Estou fechando a porta para culpas.

Estou fechando a porta para palavras dolorosas.

Estou fechando a porta para o abuso emocional.

Estou fechando a porta para idas e vindas.

Estou fechando a porta para os jogos mentais.

Estou fechando a porta para a montanha-russa que foi tu e eu.

Não consigo mais passar por isso. Eu não posso deixar tu me destruires mais. Eu não posso permitir que o amor que tenho por ti impeça o meu julgamento quanto à pessoa que tu és.

Eu não posso continuar a lutar por ti, se tu estás a lutar contra. Eu não posso continuar esperando que tu sejas a pessoa que eu sempre esperei e desejei.

E eu certamente não posso continuar te atendendo quando tu me ligares.

Não posso continuar a ser sugada de volta para o teu caos e destruição. Eu não posso continuar a voltar para ti sabendo que o resultado sempre será o mesmo. Eu, sozinha e ferida.

Não posso deixar que tu faças isso comigo.

Eu não posso nem quero fazer parte desse jogo doentio. É hora de recuperar a minha vida. É hora de ser forte. É hora de encontrar a felicidade na qual tu não faças parte.

Eu amei-te com todo o meu coração, mas é hora de fechar esta porta para sempre.

Por: Christie Lynn

Imagem de capa: Look Studio, Shutterstock

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM