Esta medida ambiciosa otimiza espaço e economiza milhões. O país possui 13 mil quilômetros de rodovias que cruzam o território de um lado a outro, tornando esse projeto revolucionário mais do que viável.

Muitos países estão um passo à frente quando se trata de energia renovável. A Alemanha é um deles, aumentando consideravelmente e ano após ano seus usos e inovações. Passou de usar 6,3% em 2000 para mais de 30% em 2014, aumentando a cada dia a contribuição dessas energias para o país.

Agora eles conceberam um projeto que revolucionaria o mundo nesta área. Envolve a instalação de painéis solares em rodovias, para obtenção e distribuição gratuita de energia elétrica em todo o país. São mais de 13 mil quilômetros de rodovias, cruzando o país de um lado a outro, então essa medida é totalmente viável. É uma iniciativa ambiciosa, que otimizaria espaço e economizaria milhões para seus cidadãos e também para o Estado.

A Alemanha é um dos países que mais emite dióxido de carbono na União Europeia e no mundo. Por isso é que há alguns anos procuram dar uma guinada no uso de combustíveis e energia.

Com o tempo, eles se tornaram referências mundiais, produzindo ainda mais energia solar do que Espanha, Portugal, Itália e França juntos. De fato, no início de 2020 alcançaram um recorde de produção, favorecido por céus sem nuvens ou poluição: esse tipo de energia contribuiu com 40% do total do país.

Com esse novo e ambicioso projeto, eles iriam liderar o planeta em energia limpa.
Tudo nasceu de uma investigação realizada pelo Instituto Austríaco de Tecnologia (AIT), que estuda a viabilidade de um projeto como este, aplicado a territórios como a Alemanha.

Estima-se que o projeto teria um potencial fotovoltaico de pelo menos 72 gigawatts, atingindo um terço da demanda de eletricidade do país.

“As áreas de tráfego representam 5% da área total da Alemanha e usá-las para gerar eletricidade tem um grande potencial.”

Apesar dos bons cálculos, o investimento não é menor, já que devem ser construídas grandes estruturas, que resistam à passagem do tempo, corrosão, vento e chuva.

Os benefícios seriam múltiplos, um deles é a manutenção do asfalto, que se protegeria da chuva, do superaquecimento e também prolongaria sua vida útil.
Mais importante ainda, é uma energia limpa, que não prejudica o planeta e aponta para o futuro. É uma ideia digna do primeiro mundo.

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS