Os especialistas há muito apontam que, para cuidar de nossos recursos naturais, devemos recorrer a novas fontes de alimentos. Eles podem não parecer apetitosos, mas os insetos são a chave.

Cuidar do planeta e do meio ambiente que o cerca é uma tarefa que diz respeito a todos nós. É verdade que você ou eu, em nossa limitada capacidade de gente simples e sem muito poder (presumimos que quem nos lê não é o CEO de uma grande empresa … caso estejamos errados, olá!), Não podemos fazer muito a diferença. Mas se pensarmos bem, estamos todos inseridos em um sistema interconectado. Algo tão básico como o nosso consumo de produtos pode fazer uma grande diferença no final.

É por isso que quem gerencia a produção de produtos, principalmente alimentos, já busca alternativas ao que conhecemos. Como há tantas pessoas no mundo, o tempo de consumir indiscriminadamente os recursos do planeta já se foi.

Hoje o que está na moda é a inovação, embora isso implique recorrer a táticas … pouco ortodoxas, digamos. Um deles é aquele que os especialistas recomendam há anos: o consumo de insetos.

Pode não soar como um substituto viável para quem está trocando nossos deliciosos hambúrgueres por um prato de baratas, mas a realidade não é assim. Para nos convencer, os especialistas decidiram que partirão não por nós, mas por nossos amados animais de estimação.

A CNN já anunciou a declaração da Nestlé de que vai começar a fabricar ração vegetal, além de insetos. As misturas serão frango, feijão-de-lima e proteína de larvas de mosca-preta, ou frango, fígado de porco e milheto.

O segredo disso está na preparação. Não é simplesmente algo para pegar insetos e triturá-los. Você também não vai abrir os sacos e os insetos vão voar para fora deles. Trata-se de extrair nutrientes de insetos, há muito apontados por especialistas como uma fonte quase inesgotável de proteína, além de altamente nutritiva.

Esta dieta tem sido elogiada por especialistas como o ex-presidente da Associação Veterinária do Reino Unido:

“A proteína de insetos oferece uma alternativa aos proprietários que desejam oferecer uma dieta“ sem gado ”para seus animais de estimação. A sustentabilidade gira em torno de fazer melhor uso dos recursos à nossa disposição. “

–Simon Doherty –

A marca de alimentos se chamará Purina Beyond Nature’s Protein. Se o encontrar no seu veterinário preferido, não hesite em comprá-lo: não é tanto uma opção, pois nos habituamos ao futuro.

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS