Ter um filho é uma decisão que não deve ser tomada de ânimo leve. Deve ser muito bem ponderada, pois é a vida de um ser humano que é colocada em causa. Contudo, antes de mais, existem bastantes cuidados de saúde a que devemos ter atenção.

Assim sendo, se estás a pensar em ter um bebé, eis 12 cuidados de saúde que deves obrigatoriamente ter antes de engravidares:

1. Visita de rotina ao ginecologista

As consultas ginecológicas de rotina são importantes antes de se ter um bebé. De acordo com o Dr. Anate Brauer, endocrinologista no Greenwich Fertility e IVF Centers e professor assistente de obstetrícia na Escola de Medicina da Universidade de Nova Iorque, “é importante estar em dia com os testes de rastreamento de cancro, tais como papanicolau e mamografia (…) e remover qualquer lesão cervical pré-cancerosa que possa crescer lentamente até o cancro cervical”, pois reslver este tipo de problemas durante uma gravidez pode tornar-se bastante complicado.

2. Doenças sexualmente transmissíveis

Ter doenças sexualmente transmissíveis com regularidade pode causar infertilidade ou até mesmo causar cicatrizes e bloqueio das trompas de falópio, o que pode impedir a gravidez, daí ser tão importante que o teu médico conheça o teu historial de saúde.

3. Histórico médico

Para garantir a tua saúde e a saúde de teu bebé em crescimento antes de uma gravidez, é importante revisares cuidadosamente o teu historial de saúde com o teu médico para garantir que não tenhas doenças subjacentes que possam causar problemas ou aumentar o risco de certas doenças.

4. Historial de saúde de família

Uma doença genética como a diabetes, por exemplo, pode levar a defeitos congénitos fetais, problemas de crescimento e até mesmo morte fetal – e diabetes pós-parto pode levar inevitavelmente a doenças renais, doenças cardíacas, deterioração da visão e até mesmo circunstâncias extremas, como perda de extremidades, ao longo do tempo, daí ser tão importante conhecer os problemas de saúde existentes na família.

5. Historial genético

Existem diversos genes que podemos possuir que em conjunto com os genes do nosso parceiro, possam gerar problemas para o bebé.

6. Vacinas

Existem várias vacinas que podem garantir que estejas imune a certas doenças que podem ser perigosas para o feto ou para um bebé recém-nascido

7. Historial psicológico

Ser mãe/pai faz com que passemos por diversas experiências emocionais que podem desencadear ansiedade e depressão, por isso, é igualmente importante abordar o teu bem-estar mental além do físico.

8. Regime de exercícios

A prática de exercício moderado e regular é fundamental para uma boa saúde durante e após a gravidez, ajudando a manter um peso saudável e o metabolismo do açúcar no sangue, além de apoiar o sistema imunológico, reduzir o risco de doenças cardíacas e até ajudar a construir e manter a resistência que precisamos para acompanhar as as actividades diárias com um bebé.

9. Drogas e álcool

Este ponto não é surpresa. Como deves saber o abuso de substâncias é uma das principais causas de complicações durante a gravidez.

10. Tabaco

Tal como o ponto anterior, este é outro assunto que todos nós já sabemos perfeitamente bem! Fumar pode causa infertilidade, além de que as mulheres que fumam têm um risco aumentado de aborto espontâneo e possivelmente gravidez ectópica.

11. Cafeína

Estudos não mostram que o consumo moderado de cafeína levará a um aumento na taxa de aborto ou afetará a tua chance de engravidar, contudo é aconselhado que a sua ingestão  fique limitada a uma xícara de café ou duas xícaras de chá por dia durante o período de pré-gravidez.

12. Medicação, suplementos e ervas

É importante fazer uma lista de medicamentos e ervas prescritos sem receita médica que tanto tu como o teu parceiro tomem diariamente para revisão, pois alguns podem ser prejudiciais ao embrião durante os estágios iniciais da concepção.

Traduzido e adaptado pela equipa de Inspiring Life / Sábias Palavras

Fonte original: She Knows

Imagem de capa: zlatkozalec, Shutterstock

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM



COMENTÁRIOS