Squish é um cachorro que foi resgatado em Abril de 2016 por protectores dos animais que o levaram para o Abrigo de Animais do Condado de Cuyahoga, em Ohio (EUA) após ter sido encontrado com o crânio completamente desfigurado.

Com o focinho completamente de lado, os veterinário locais acharam que seria o resultado de uma série de infecções de uma mordidela de outro cachorro e trataram-no com anitibióticos e analgésicos, no entanto, a sua situação acabou por piorar, pois o pequeno animal não conseguia tomar a medicação, fazendo com que perdesse cada vez mais peso.

Tendo em conta a sua situação, os veterinários decidiram que o melhor seria abatê-lo, no entanto, os protectores dos animais não queriam desistir assim tão facilmente de Squish e decidiram levá-lo à Clínica Great Lake que, ao fazerem uma tomografia computadorizada, descobriram que na realidade a lesão de Squish não se devia a uma infecção de uma mordidela, mas sim a golpes fortes provocados por algum objecto duro.

Apesar das inúmeras operações que seriam necessárias para minimizar os danos e permitir que Squish voltasse a poder comer, o maior problema que se colocava era: quem o iria adoptar? Quem iria assumir os custos das operações? Quem iria querer adoptar um animal desfigurado?

Felizmente, Squish teve a sorte de conhecer a Dra. Danielle Boyd, uma estagiária encarregue de o levar para a sala de exames, que não resistiu a levá-lo para sua casa uma noite para que pudesse descansar um pouco do ambiente da clínica.

Ao ver o quanto ele estava feliz por estar consigo, Danielle acabou por tomar a decisão de ser ela própria a adoptá-lo, contando com a ajuda da sua amiga veterinária Dra. Eileen Heldmann que aceitou operá-lo no dia seguinte, sendo que Squish pôde finalmente começar a comer sozinho.

Depois de muitas outras operações, o pequeno animal acabou por perder um dente, o olho direito e uma parte da madíbula, mas apesar de tudo, não podia estar mais feliz junto de alguém que lhe dá todo o carinho e amor que ele merece.

  

  

Fonte: The Dodo

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM