Pé-de-lótus era uma tradição chinesa em que as mulheres enrolavam os pés em faixas bastante apertadas de maneira a que os pés ficassem o mais pequenos possível.

Sendo vista com um símbolo de beleza e uma forma de garantirem um bom casamento, esta era uma maneira de mostrarem aos homens o quanto uma mulher poderia ser uma esposa submissa e útil.

Começando desde tenra idade, as mães enrolavam os pés das suas filhas com a intenção de atingirem a medida ideal de 7 a 10 cm.

Apesar desta tradição ter sido banida após a revolução chinesa no início do século XX, muitas mulheres mantiveram este hábito às escondidas, usando no entanto em público, faixas largas e sapatos grandes para fingirem ter um pé normal.

Hoje em dia, poucas são as mulheres vivas que fizeram parte desta tradição chinesa e é por isso mesmo que a fotógrafa Jo Farrel decidiu iniciar um projecto chamado “Living History: Bound Feet Women of Chine” (“História de vida: Mulheres de pés atados da China”) onde mostra os pés destas mulheres totalmente deformados com dedos partidos e encavalitados, homenageando assim as mulheres guerreiras e corajosas daquela geração.

Jo está neste momento a pedir ajuda para poder lançar o projecto em formato de livro através de um financiamento colectivo, acreditando ser de importância internacional para ser incluída em museus e estudos antropológicos de tradições e culturas.

Estas são algumas das fotos bastante poderosas que poderás encontrar no seu site:

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM