Amar a si mesmo é tão bom quanto amar alguém. Amar a si mesmo é entender que você não merece nada que não te transborde, é entender que se não for para ser verdadeiro, melhor que não aconteça. Amar a si mesmo é enxergar que você merece sempre o melhor que uma pessoa possa te oferecer e por isso você não deve correr atrás de quem não te valoriza, insistir em quem só te despreza, ou ficar ao lado de alguém que parece nunca estar satisfeito com a tua presença.

Amar a si mesmo sem perder a capacidade de amar alguém, é abrir todas as portas do peito mas permanecer atento com as pessoas que só entram pra bagunçar tudo e ir embora. Amar a si mesmo é recolher toda a bagunça que alguém te causou e entender que você deve ser a sua primeira opção sempre, é por você que você deve correr atrás quando se sentir perdida, é por você que você deve abraçar quando se sentir sem chão, é por você que você deve dar atenção quando alguém não de ter o carinho que você precisa.

Amar a si mesmo é amar sem medo.

É mergulhar no outro sem receio, mas ter a consciência de que no final das contas, jamais esquecer de si mesma porque você deve ser a primeira pessoa a cuidar de si mesma. Amar a si mesma é querer carinho do outro também, é querer estar junto, mas não depender disso.

O outro não pode ser a nossa primeira opção, não devemos nos colocarmos de lado. Sabe aquela sensação de quando alguém não se importa com o nossos sentimentos, nos ignora, não dá a mínima pra gente? É isso que acontece quando nos escanteamos por alguém. Se amar é poder amar o outro sem jamais esquecer de si mesmo.

Você não nasceu pra se arrastar aos pés de ninguém.

Atenção é algo que não se implora, é algo que você dá e espera receber, tem que ser recíproco. Eu sei que dói quando a gente começa a enxergar a falta de reciprocidade em algo que um dia a gente acreditou. Mas às vezes precisamos encarar a realidade antes que ela nos encare de vez. Às vezes a gente precisa escolher o melhor caminho, se os caminhos da felicidade são inúmeros, a gente deve se abster de coisas que diminuem mais ainda a chance de alcançarmos a nossa felicidade.

A gente tem que ser a nossa primeira opção sempre. Nada de colocar os outros à frente de nós, porque nem sempre isso vai ser correspondido. Amar a si mesmo é se bastar na medida certa, e quando a gente se basta, sempre sobra amor pra bastar nos outros.

Imagem de capa: MRProduction, Shutterstock

VÊ TAMBÉM