Sarah Forbes Bonetta foi uma menina negra que estava prestes a ser executada na Serra Leoa pelo rei Ghezo em 1848, quando foi salva pelo capitão Frederick E. Forbes para ser oferecida de presente à rainha Victoria, apesar da escravatura já houvesse sido abolida na Inglaterra.

Esta ficou tão impressionada com a sua inteligência que rapidamente a tentou incluir no meio da classe alta como sua “afilhada”, sendo que com apenas oito anos Sarah já falava um inglês perfeito.

A sua forma de ser e o seu enorme talento para a música fez mesmo a própria Rainha duvidar das suas ideias de superioridade racial.

Depois de casar aos 18 anos com o capitão James Pinson Labulo Davies, também ele africano, regressaram a Serra Leoa onde tiveram três filhos: Victoria, Arthur e Stella, mas apesar da distância, nunca perdeu o contacto com a Rainha, tendo sido esta também madrinha de uma das suas filhas.

Aos 37 anos, Sara contraiu tuberculose e morreu a 4 de Agosto de 1880, deixando uma história que, apesar de poucos conhecerem, se tornou num símbolo de força do povo africano que tanto teve de lutar pelos seus direitos como seres humanos!

PORHypeness
Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM