Se estás ai sentada à espera do príncipe encantado que vai chegar montado num cavalo branco e te vai tirar da porcaria que está a tua vida, minha amiga podes preparar-te para ficar aí até morreres.

Lamento destruir todos os teus sonhos, mas ficas já a saber que os homens vão ser o principal motivo pelo qual vais chorar toda a tua vida.

Lá no fundo, no fundo, eles são todos iguais, e nem aquele que parece o marido perfeito da tua vizinha do lado escapa disso.

“Não penses que sou uma qualquer que foi deixada pelo namorado (…)”

Calma… Não me mates já por vir aqui dizer que o teu querido marido é igual aos outros todos que andam por aí, mas a verdade é que ele o é, e não o negues mais. Não penses que sou uma qualquer que foi deixada pelo namorado, e agora se está a vingar, não o sou. Eu também tenho um homem deitado na cama ao meu lado, mas ele é igual aos outros todos, já te disse que nenhum escapa disto!

Sabes porque é que posso dizer que eles são todos iguais com a maior certeza do mundo? Porque este alguém que aqui está em alguma fase da sua vida já magoou uma rapariga, já lhe destruiu o coração, e ainda lhe passou por cima sem sequer ouvir o que ela tinha para dizer. Ele pode até tê-la magoada sem sequer chegar a saber, mas a verdade é que o fez, e ela lembra-se bem da cara dele, do sorriso dele. Lembra-te alguma rapariga?

Não digo que ele é o bicho e que as mulheres são santas, existem mulheres bem piores do que os homens, isso é certo. Até pode ser que eu mesma, ou tu, sejamos ou tenhamos sido piores do que alguns deles. Mas essa é outra história…

“Porque um qualquer lhe mostrou que era igual a todos os outros.”

De algum modo a rapariguinha que foste já sofreu de amor, já se sentiu um lixo, já lhe apeteceu trancar-se no quarto e nunca mais sair de lá, já quis morrer… Tudo porquê? Porque um qualquer lhe mostrou que era igual a todos os outros. Lembraste de quando isso aconteceu?

Atire-me a primeira pedra a mulher que nunca usou a celebre expressão “Os homens são todos iguais” em algum momento da sua vida. Atire-me a primeira pedra a mulher que nunca chorou por aquele homem que achou ser diferente de todos os outros acabar por se revelar igual.

Pois é minha cara, eles são todos iguais, não escapa um!

VÊ TAMBÉM