Josi Manhães uma professora brasileira, já tinha uma relação com o actual ex-marido há 11 anos. Decidiram casar, mas o casamento só durou apenas dois meses. Pois esta mulher descobriu que andava a ser traída.

A revolta desta mulher foi tanta, que decidiu fazer algo inesperado: “festejar” o divórcio de ambos. Para isso voltou a colocar-se no seu vestido de noiva, escreveu nele frases, ironizando toda a cerimónia de união que teriam feito há uns meses atrás e registou momentos fotográficos numa praia de Guarapari, no Brasil.

Como seria de esperar as fotos ficaram virais nas redes sociais em pouco tempo. Em algumas fotos colocou como descrição: “ele foi rápido a trair, e eu sou rápida a divorciar”.

Deixou também uma carta ao seu ex-marido dizendo o seguinte:

“Obrigada! Obrigada por ter sido apenas por 2 meses meu engano. Obrigada por não usufruir mais do meu sorriso, do meu corpo, da minha companhia, da minha alma, de tudo que com total sinceridade te entreguei. Obrigada por ter me feito acreditar em contos de fadas pelo menos ‘uma vez’ na vida. Obrigada por tirar de mim qualquer ilusão que me fizesse crer em um homem, um amigo, um parceiro, um cristão. Obrigada por não permanecer! Obrigada por me deixar mais forte, sem ilusões. Mesmo que eu diga que vou ti esquecer, é mentira! Porque a mulher que me tornei é resultado da sua traição, e mesmo que por um segundo eu quiser acreditar de novo…vou lembrar sempre do que você, meu melhor amigo, parceiro, cristão, foi capaz de fazer comigo”.

Acredito que esta mulher tenha pegado no seu exemplo de vida para ajudar outras mulheres que já passaram ou podem vir a passar por uma traição. Ninguém merece viver numa mentira, mesmo que o casamento seja recente. Ninguém tem de se sujeitar a uma traição. A dor pode ser forte, mas não vive connosco para sempre, há milhões de pessoas no mundo, e todas merecem encontrar alguém que saiba dar o devido valor!

Por isso da minha parte, vai um aplauso para a Josi!!!

Fotos de: Filipe Aragão

PORego.globo.com
Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM