Louise e Mark Warneford, de Swindon (Inglaterra), são um casal que, como qualquer outro, tinham o sonho de ser pais, no entanto, esse sonho estava longe de se realizar ao, após 18 abortos espontâneos, Louise descobrir que sofria de uma condição rara que faz com que o seu corpo destrua as células dos embriões que se formam no seu corpo, fazendo com que as 14 semanas perdessem os bebés.

Contudo, depois de 32 anos de espera e mais de 90 mil euros gastos em todo o tipo de tratamentos possível, a esperança acabou e estavam prestes a desistir quando, ao completar os seus 47 anos, um verdadeiro milagre aconteceu e Louise engravidou depois de um último tratamento bem sucedido.

Tendo em conta não só o risco de poder voltar a perder a criança como a idade avançada, o medo era cada vez maior e às 37 semanas receberam a noticia de que teriam de proceder a uma cesariana para retirar o bebé do útero devido a um problema com a placenta.

Felizmente tudo correu bem e puderam finalmente realizar o seu tão esperado sonho de serem pais e constituirem uma família com o novo membro, o pequeno William.

FONTEMirror.Co
Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM