Elena Desserich era uma menina de apenas 6 anos de Ohio, EUA, bastante criativa e artística que, tal como todas as crianças da sua idade, adorava desenhar.

No entanto, depois de lhe ter sido diagnosticado um cancro incurável no cérebro, tudo mudou, sendo que os médicos apenas lhe deram nove meses de vida.

Apesar dos seus pais nunca lhe terem dito toda a verdade sobre o seu diagnóstico, Elena percebeu que alguma coisa não estava bem, principalmente depois de algum tempo ter deixado de conseguir falar e engolir, passando a comunicar com as pessoas através de bilhetes escritos.

No entanto, depois do seu falecimento em Agosto de 2007, os seus pais foram surpreendidos ao encontrarem alguns dos seus bilhetes espalhados pela casa. Na realidade, a pequena Elena havia espalhado nos últimos meses de vida, alguns bilhetes escritos com mensagens para a sua família por toda a casa, desde dentro de gavetas até mesmo no meio dos livros.

Apesar da dor de terem perdido a filha, cada bilhete relembrava-os o quanto ela os amava, mesmo em tão pouco tempo de vida.

Desde mensagens decoradas com corações e outros desenhos, a um simples “amo-te”, todos os bilhetes acabaram por ser reunidos e publicados num livro ao qual deram o nome de “Notes Left Behind” (“Bilhetes Deixados Para Trás”), onde não só partilham todas as mensagens como a própria história de Elena, sendo que todos os lucros da sua venda são doados a grupos de apoio à pacientes com cancro.

Este é o vídeo de apresentação do livro:

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM