Eu lutei por nós dois mas percebi que não adiantava, eu lutava pelo nosso amor mas esse amor que eu lutava estava me magoando. Eu sinto bastante a tua falta mas eu sei que tu estás bem sem mim e eu espero que eu fique bem sem ti também.

Ainda me lembro de tudo, dos nossos abraços, dos nossos beijos, dos nossos apelidos (dos que não eram nada carinhosos e dos que eram carinhosos), lembro até das nossas brigas que algum de nós começava por ciúmes ou coisas sem importância.

Eu acordava e ia sempre olhar as mensagens porque sabia que teria uma mensagem tua e só isso me deixava feliz, agora nem tenho tanta pressa para olhar as mensagens ao acordar porque eu sei que infelizmente não terei mais mensagens tuas.

“(…) por dentro eu queria tanto ter ouvido “fica” (…)”

Sinto tanto a tua falta, meu amor, meu love, como eu te chamava, como a gente se chamava. Eu te chamava assim porque tu realmente eras o meu amor mas tu chamavas da boca para fora. Quando eu disse que para mim não dava mais, por fora não dava mesmo mas por dentro eu queria tanto ter ouvido “fica”, mas eu não ouvi isso e tu deixaste-me partir sem nem sequer tentares convencer-me a ficar.

Queria tanto que tu tivesses lutado como eu lutei, mas tu gostavas mesmo era da farra e dos teus amigos, talvez agora tu nem lembres de mim, mas queria que soubesses que por enquanto eu ainda me lembro de ti mas um dia quando me falarem de ti eu nem lembrarei que tu já sequer exististe na minha vida.

Imagem de capa: 4 PM production, Shutterstock

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM