Muitas são as crianças que sofrem de bullying ainda nos dias que correm, chegando mesmo ao ponto de algumas cometerem suicídio por já não aguentarem as ofensas e a violência de que são vítimas todos os dias. Mesmo havendo quem desvalorize este tipo de atitudes por parte dos agressores, que não sei maioria são ainda menores, felizmente existe quem se importe e apoie as crianças que sofrem nas mãos destes jovens tão maldosos.

A pequena Ashley Wastakiewicz, de apenas 7 anos, tem sofrido de bullying por parte de um vizinho seu de apenas 11 anos que não só a ofende verbalmente como já chegou mesmo a atacá-la fisicamente ao ponto de Ashley ter tido a necessidade de receber assistência hospitalar.

Mesmo depois dos pais da menina terem feito uma queixa contra o agressor por violência e ameaça, os pais deste negaram todas as acusações.

Farta da situação pela qual a sua filha andava a passar, Christine, mãe de Ashley, decidiu criar uma página no Facebook intitulada de “Justice for Ashley” (“Justiça para a Ashley”), com a intenção de procurar ajuda e conselhos, no entanto, jamais pensou no que iria acontecer.

Depois de terem visto o seu apelo no Facebook, um grupo local de motards  – American Veterans Motorcycle Club – decidiu juntar-se e ajudar a pequena Ashley a deixar de ter medo, tendo marcado um encontro com ela e a sua mãe Christine num parque local e “escoltado” as duas até casa, fazendo mesmo questão de passar em frente da casa do agressor para mostrar que Ashley não estava sozinha e que tinha todo o seu apoio.

Por muito que possas achar que tudo isto é um pouco demais para uma criança de 11 anos, a realidade é que o bullying é mesmo um caso muito sério que tem de ser travado. Infelizmente, a maioria das vezes é cometido por crianças e jovens ainda menores de idade, mas se estas não forem chamadas a atenção, as consequências podem ser fatais para quem sofre nas suas mãos.

FONTEShareably
Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM