Apesar de já começarem a ser muito mais comuns do que antigamente, as tatuagens ainda continuam a ser associadas a rebeldia e criminalidade, sendo que as pessoas com tatuagens ainda são “olhadas de lado” pela sociedade que tende a discriminalizá-las, principalmente às mulheres fortemente tatuadas que são mães.

No caso destas, as pessoas tendem a presumir que são más mães simplesmente pelo seu aspecto, quando na realidade, uma coisa não tem nada a ver com outra.

Uma fotógrafa chamada Celia Sanchez decidiu realizar uma sessão fotográfica ao qual deu o nome de “Devoted” (tradução: “Devotada”) com mães tatuadas e os seus filhos de forma a tentar quebrar tabus e mostrar que na realidade, estas mulheres não passam de mães normais que simplesmente amam os seus filhos, com ou sem tatuagens!

Vê só o resultado fantástico do seu trabalho que poderás também encontrar na sua página de Instagram:

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM