David Brinkley é um homem de Oklahoma, nos EUA que ganhou bastante popularidade no facebook após partilhar uma foto da sua esposa a dormir com os seus filhos. Apesar da foto ser bastante adorável, não foi propriamente a imagem em si que o tornou viral, mas sim o texto que escreveu na sua descrição.

A sua publicação deveu-se a uma conversa que escutou entre a sua esposa e uma amiga sobre dormir com as crianças na qual o que ouviu deixou-o complemente chocado e decidiu por isso exprimir a sua opinião numa publicação que já teve mais que 7 mil partilhas.

“A minha esposa é aquele tipo de mulher que é melhor amiga. Ela tem longas conversas com as suas amigas a TODA hora e, ocasionalmente, eu acabo por ouvir algumas partes. Recentemente, ela estava a conversar com uma amiga e elas estavam a falar sobre uma coisa chamada de ‘co-sleeping’ (‘dormir junto’), e ouvi a outra pessoa a perguntar: ‘o teu marido não odeia isso? O meu marido nunca me deixaria fazer isso’.”

Isso deixou-me espantado e incomodou-me por dias. Por isso, decidi vir a público esclarecer algumas coisas. Eu NÃO odeio nada do que a minha esposa faz para ser a mãe que é. Eu NUNCA degradaria ou desmereceria o que quer que seja que ela quer fazer pelos nossos filhos. Se eu tenho de me encolher no canto da cama às vezes? Sim! Mas Meu Deus, quão linda é que ela fica a segurar as nossas crianças fazendo-as sentir-se amadas e seguras? A questão é que as nossas esposas só experimentam estas pequenas épocas da maternidade por um curto período de tempo.

Elas carregam os nossos bebés quando nascem, alimentam-nos e, talvez enquanto eles ainda são pequenos, deixam-nos subir para a cama e aconchegar-se, mas, eventualmente, os nossos bebés ficam grandes e “bons demais” para carícias, por isso por que é que nós, homens, roubaríamos um segundo sequer desse momento? Ser mãe é parte da identidade delas, e o que é um ou três anos comparados a décadas de uma vida juntos? Eu só queria dizer que tenho orgulho das decisões que a minha esposa toma enquanto mãe e apoio cada uma delas.

Eu nunca ia querer tirar dela esse tempo que ela tem ou essa época que de fato é curta demais para não aproveitar.

Por favor, respeitem as nossas esposas enquanto mães.

– David Brinkley”

Infelizmente, nem toda a gente percebeu a intenção de David ao publicar este texto, e começaram a surgir comentários menos bons a criticarem o facto de Alora (a esposa) estar a dormir com as crianças e a realçarem o quão perigoso isso pode ser.

Desta forma, Alora decidiu escrever uma nova publicação a explicar que o seu marido só queria tentar fazer com que as pessoas percebam que as mães podem fazer o que quiserem com os seus filhos, desde que não os coloquem em perigo.

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM