De acordo com um estudo realizado por cientistas da Universidade de Maastricht, da Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong, da Universidade de Stanford e da Universidade de Cambridge, as pessoas que dizem mais asneiras e palavrões são mais honestas.

Segundo os especialistas, quem usa esse tipo de linguagem não usa “filtros” no seu discurso, dizendo simplesmente o que pensa de uma forma genuína, ao contrário de quem não diz palavrões, que ao tentar utilizar palavras mais simpáticas, acaba por não ser totalmente verdadeira, mesmo sem intenção.

A pesquisa foi dividia em três fases, sendo que na primeira participaram 276 pessoas às quais foi pedido que preenchessem um questionário sobre o uso de palavrões e sobre o seu comportamento. Ao compararem os resultados do questionário, verificaram que as pessoas que diziam mais palavrões eram as mais honestas nas respostas.

Na segunda fase, foram analisadas cerca de 74 mil pessoas através do Facebook, procurando interacções onde tenham sido utilizados palavrões, chegando à conclusão de que, mais uma vez, os que diziam mais asneiras eram os que apresentavam histórias com maior rigor e com sinais de veracidade evidentes.

Por fim, organizaram os participantes por Estados – já que todos eram americanos – e, recorrendo a um programa de computador para analisar os dados da Investigação de Integridade do Estado, concluíram que os Estados que tiveram a maior percentagem de palavrões também tiveram um maior índice de integridade.

Por isso, como podes ver, apesar de muita gente achar que dizer palavrões é falta de educação, na realidade, é um simples sinal da tua verdadeira honestidade  🙂

Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM