Perguntou-me como posso ter-me apegado tanto a ti, foi tão rápido e tão inesperado, nem demos conta.

Nem me perguntes o porquê, mas simplesmente confio em ti, como nunca confiei em ninguém, bem conscientemente.

Dou por mim a fazer certas coisas que nem ponha em causa, e agora estou ciente que já nem sei os meus limites, abriste-me horizontes, entregamos-nos por completo como nunca o fizemos.

“(…) não há nada como uma mensagem tua, com o significado que te lembraste de mim.”

É inexplicável, mas é um sentimento bom, isso eu sei, apesar do que não nos une, não há nada como uma mensagem tua, com o significado que te lembraste de mim.

Sabe bem saber que podemos nos entregar a alguém, por isso entrega-te, quem sabe vai valer a pena.

PORMarilisa Gomes
Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM