Anna Claire Waldrop e James Waldrop são um jovem casal que tinham acabado de ficar noivos quando um acidente causado por um condutor bêbado deixou Anna tetraplégica.

Ao regressarem a casa vindos de uma festa, um condutor bêbado acelerou atrás deles e bateu contra o carro enquanto tentava ultrapassar-los. O veículo disparou no ar, lançando o seu noivo pela janela panorâmica e capotando várias vezes até finalmente pousar virado para baixo numa vala com Anna Claire ainda dentro.

Apesar de James ter ficado apenas com ferimentos ligeiros, a situação de Anna era bem mais grave ao ter fracturado o pescoço, deixando-a assim tetraplégica.

Mesmo assim, Anna não quis desistir do seu sonho de casar com o amor da sua vida e oito meses após o acidente que lhe havia mudado a vida, trocaram alianças numa cerimónia absolutamente lindíssima que se realizou num jardim na cidade natal de ambos – New Albany, Mississippi.

Mesmo com tudo o que lhe aconteceu, foi apenas na sua primeira sessão de reabilitação, que Anna se apercebeu da gravidade da sua situação quando olhou ao seu redor e viu pacientes como ela.

Felizmente, apesar de todas as dificuldades, James nunca deixou de apoiar Anna e, mesmo a tirar a licenciatura em Biologia na Universidade Delta State, Cleveland, Mississippi, todas as semanas viajava para Atlanta até ao centro de reabilitação onde Anna se encontrava a fazer fisioterapia, provando a todos os que lhe diziam que nem todos os casamentos sobrevivem a este tipo de situações e que o melhor seria Anna ir para casa dos pais que o amor que sentiam um pelo outro era muito maior do que todos os obstáculos que viessem a enfrentar.

Neste momento, James é professor de ensino médio, treinador de futebol e o cuidador da sua esposa Anna, e segundo o mesmo, a relação de ambos está “cem vezes mais forte”; enquanto que Anna já consegue mexer os pulsos e os dedos dos pés graças à terapia ocupacional e recreacional e, claro, muita força de vontade, esperando que a sua história sirva de exemplo para aquelas pessoas que, tal como o condutor que provocou o acidente, não pensam nas consequências ao sentarem-se atrás do volante de um carro após terem ingerido bebidas alcoólicas.

FONTEToday
Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM