Muita polémica já se gerou à volta d’O Festival Yulin na China, pelo facto de se matarem milhares de cães para se comerem no mesmo, mas finalmente algo de bom aconteceu: a carne de cão acaba de ser temporariamente banida do festival, sendo que esta proibição entrará em vigor em 15 de junho, uma semana antes do seu início e irá incluir a venda de carne de cão em restaurantes, mercados e vendedores ambulantes.

Quem não cumprir com esta nova medida fica sujeito ao pagamento de uma multa de até 100.000 yuan (cerca de 13.000€) e prisão.

Contrariamente ao que se diz, o festival não é uma tradição antiga, tendo sido iniciado apenas em 2010 como uma forma dos comerciantes de carne de cão ganharem mais dinheiro.

A grande polémica em volta deste festival prende-se com o facto de muitos destes animais serem roubados dos seus donos e serem mortos de formas mais cruéis que se possam imaginar.

Apesar desta medida ser apenas temporária, esperemos que seja uma forma de dar início a uma mudança de mentalidades e acabar definitivamente com a crueldade contra estes animais indefesos.





VÊ TAMBÉM