Depois de um amigo da numerosa família Kannisto de Buffalo, Nova Iorque, ter perdido o seu filho devido ao cancro, os três meninos mais velhos (Andre de 10 anos e os gémeos de 8 anos, Silas e Emerson) dos sete irmãos decidiram doar o seu cabelo em sua memória, um ano após a sua morte, tendo dado assim início a uma “tradição” de família que até os mais novos (os trigémeos de 5 anos, Herbie, Reed e Dexter) exigem em participar.

Mesmo sendo alvo de bastantes comentários negativos dos seus colegas de escola, estes meninos não querem saber e apenas se preocupam em deixarem crescer os seus cabelos para os poderem doar a vítimas de cancro.

Apesar da pequena Marah Taylor de apenas 2 anos não poder doar um pedaço do seu cabelo porque ainda é muito curto, também esta deseja participar com a sua parte no futuro.

Este tipo de doação já vem de família, sendo que a própria mãe, Phoebe Kannisto, já tem doado o seu cabelo desde os seus 10 anos de idade.

Quando a família se dirigiu ao salão Hizair Hair para cortarem os seus longos cabelos e doarem-nos ao  Children with Hair Loss, uma organização que fornece cabeleiras para crianças com perda de cabelo causada pelos medicamentos, acabou por ser surpreendida pelo próprio salão que não cobrou nada pelo serviço ao saberem da sua história.

Segundo Phoebe, “eles insistiram em doar o seu tempo uma vez que nós doamos os nossos cabelos”.

Que família fantástica, não achas? 😄

FONTEShareably
Partilhar é cuidar!

VÊ TAMBÉM